Visa procura desenvolvedor blockchain com experiência em Ethereum

Visa procura desenvolvedor blockchain com experiência em Ethereum

A Visa publicou uma vaga de emprego em seu site buscando um “engenheiro de blockchain”. O candidato ocupará a vaga de desenvolvimento e gestão de produtos.

O engenheiro de blockchain atuará na iniciativa da Visa, que consiste em pagamentos sem cartões.

Como um dos requisitos, o candidato deve ter experiência em Ethereum. Contudo, experiência nas blockchains Ripple e Bitcoin também são bem-vindas, segundo o anúncio.

Procura-se quem entende de Ethereum

A inovação faz parte da área de B2B (negócios para negócios, em tradução livre) da Visa, mais precisamente da parte de parcerias estratégicas e inovação.

Segundo o anúncio da vaga de emprego, a equipe está focada em cinco pontos, sendo eles:

“1. Plataforma para pagamentos internacionais baseada em blockchain;

2. Compensações em tempo real;

3. Selo com identificação empresarial para criar identidade digital para integrantes do sistema;

4. Desenvolvimento de código Hyperledger em Go-lang;

5. Análise e visualização de dados.”

A vaga é para a cidade de Foster City, na Califórnia. A Visa afirmou que busca um candidato que tenha experiência em Ethereum e arquitetura em blockchain.

Já o candidato ideal para a vaga deve ter criado aplicações descentralizadas (dApps), além de ter experiência com as blockchains Ripple, R3, Ethereum e Bitcoin – ou qualquer uma destas.

Dentre as atribuições estão ainda programar, liderar iniciativas e trabalhar com provas de conceito em blockchain, além de monitorar novas tecnologias da área.

Por fim, o candidato deve manter a relação da Visa com a iniciativa Hyperledger.

O projeto blockchain da Visa

O projeto Visa B2B Connect foi anunciado em 2019, uma plataforma para negócios entre empresas.

Tendo em vista o grande porte das transações, a tecnologia escolhida para processas tais movimentações de forma rápida e barata foi a blockchain.

A iniciativa já conta com quatro bancos parceiros. São eles: O Banco do Comércio, dos Estados Unidos; o Shinhan Bank, da Coreia do Sul; o Union Bano das Filipinas e o United Overseas Bank de Cingapura.

Sobre blockchain, a Visa afirma na página do produto:

“Utilizando tecnologia baseada na arquitetura blockchain, o Visa B2B Connect simplifica o processo de transações internacionais enviando transações pela rede Visa do banco de origem até o banco recebedor.”

Leia também: Vitalik Buterin: Ethereum 2.0 executará 100.000 transações por segundo

Leia também: Nó do Ethereum demora quase um mês para ser baixado

Leia também: Ethereum só pode ser derrotado por stablecoins não pareadas com o dólar, afirma analista

BTC LAST NEWS: Crupto Facil

Leave a Reply